pendulo-sao.jpg
terça, 01 abril 2014 00:00

Massagem Egipcia

Escrito por 
Classifique este item
(2 votos)

papiroTrata-se de uma terapia milenar, praticada no Antigo Egipto, que nos foi transmitida pelos Sacerdotes e Sacerdotisas que a ministravam na época. Foi transmitida durante uma terapia a um paciente que se encontrava em estado muito grave, desacreditado pelos médicos. Conseguiu-se, com a ajuda destes Sacerdotes, realizar um trabalho profundo, utilizando diversas filosofias e terapias, e obter um resultado espectacular.

Esta terapia a que chamamos Massagem Egípcia, é uma forma de resgate cármico para todos os envolvidos. Quem aplica e quem recebe conta com a colaboração dos Sacerdotes e Sacerdotisas que ao tratarem realizam, simultaneamente, a iniciação de todos os participantes. 

Mais do que uma terapia, é uma forma de eliminar bloqueios energéticos, geradores de doenças, retirar implantes e chips que manipulam a energia e as capacidades de movimento e de acção das pessoas. 

São eles, os Mestres, que nos ajudam colaborando na recuperação, regeneração e, muitas vezes, renascimento de doentes. 

É uma prática que nos permite acordar e desenvolver os nossos conhecimentos Xamânicos, Druídicos e/ ou Wiccanos. Esta terapia permite-nos redescobrir os saberes primordiais e aplicá-los conjuntamente com as filosofias mais modernas. Trabalhamos com as mãos (tal como os Reikianos), usamos as ervas e as essências (como os Druidas) e podemos ainda aplicar toda esta sabedoria com o apoio indispensável da Radiestesia e Radiónica, acrescentando ainda a futurista Terapia Quântica, a Musicoterapia, Cromoterapia, Cristaloterapia, etc.

Conseguimos assim, com todos estes saberes, realizar uma terapia que trabalha o corpo e a alma e que nos permite aceder a outras dimensões e realidades onde este saber se aplica com resultados espectaculares para todos os envolvidos. 

Mais do que uma terapia esta é uma actividade que, em conjunto com os Seres das Estrelas, queremos partilhar. A Massagem Egípcia foi praticada nos Templos e era cedida a alguns, não era um saber partilhado ou cedido ao comum dos cidadãos. Os Sacerdotes e Sacerdotisas vieram ensinar e querem que se divulgue para que todos tenhamos a possibilidade de nos curarmos.

Lido 1876 vezes Modificado em quinta, 10 abril 2014 14:44
Autentique-se para comentar este artigo

Procurar

Notícias Recentes