pendulo-sao.jpg
quinta, 08 outubro 2015 17:40

Terapia de Vidas Passadas Destaque

Escrito por 
Classifique este item
(2 votos)

Regressao1 1137x702Quando falamos em regressão surgem diversas perguntas: O que é regressão de vidas passadas? Quando é preciso fazer regressão? A Terapia de Vidas Passadas (TPV), é uma técnica terapêutica que utiliza o recurso da regressão de memória e procura, resolver os fatos que estão associados a vidas passadas que originam os problemas do presente, estabelecendo uma relação: causa e efeito. A consciencialização dos fatos é muito importante para melhorar a qualidade de vida. O número de sessões depende de cada caso individualmente analisado. Esta terapia não está ligada a religião, mas é utilizada a hipótese de trabalho a Teoria da Reencarnação, por que nela são explicados os fenômenos ocorridos durante o processo da terapia, mas não é preciso acreditar em reencarnação para que a terapia de vidas passadas traga benefícios, o processo depende mais da entrega do paciente ao método do que da crença. Quando é preciso fazer regressão? As pessoas procuram a TVP pelos mais variados motivos, mas principalmente quando notam comportamentos repetitivos sem uma causa lógica, incontrolável, como por exemplo: fobia, medo, irritabilidade, traumas pessoais, conflitos emocionais e outros, causando problemas no nosso dia-a-dia, dificultando o crescimento pessoal. A proposta terapêutica gera polémicas, pois ainda é muito incompreendida e existem muitas dúvidas sobre o assunto. Não há perigo realizar a regressão com um profissional capacitado e experiente, ela é absolutamente segura quando bem orientada. Durante o processo o paciente fica em estado alfa, sendo induzido ao relaxamento simples, projetando a sua consciência ao passado, levando a pessoa a recordar de fatos esquecidos, permitindo reviver situações do passado e senti-lo. O paciente controla a situação a todo o momento, podendo inclusive interromper o trabalho quando desejar. As memórias vêm por flashes ou como se fosse um filme. Aos poucos o paciente vai compreendendo a influência da vida passada com o atual problema. A Terapia muitas vezes tem um final surpreendente. Saber quem foi na vida passada suscita fascinação, mas não faça uma regressão por mera curiosidade. A terapia não deve ser procurada apenas porque curiosidade sobre o assunto, sem maiores objetivos, ela é um instrumento de autoconhecimento e cura, e não para ser usada como distração. Existe uma grande procura por tratamentos alternativos que deem uma solução eficaz para os seus problemas. Os medos e fobias são comuns, mas quando não são encontrados fundamentos, é possível que se trate de algo com origem em vidas passadas, reminiscências traumáticas de outras vidas. Medo de relacionamentos amorosos, pânico de multidões, obsessão pela beleza, fobia a lugares fechados, insônia, desespero, ciúme patológico, isso tudo a Terapia de vidas passadas poderá explicar. Assuntos inacabados que se repetem de vida após vida podem ser resolvidos durante as sessões. Vale a pena ressaltar que há pessoas que se lembram das suas vidas passadas da mesma forma como nos lembramos da nossa infância, podendo descrever como eram as sua vidas noutro local, fornecendo diversos detalhes como pontos de referência de lugares que nunca estiveram e tendo comportamentos inusitados. São memórias espontâneas variadas, muitas descreveram até como morreram, são memórias preciosas que elas trazem consigo de uma vida anterior. Há um filme chamado “Minha vida na outra vida”, baseado em fatos reais, que relata a história de uma inglesa: Jenny Cockell, que tinha sonhos e lembranças de sua última reencarnação, levando-a a pesquisar sobre o passado, reencontrando seus filhos de outra vida, já idosos. O filme traz profundas reflexões sobre o tema. Veja aqui  https://www.youtube.com/watch?v=cYkn6zRHatw

 

Lido 1905 vezes Modificado em quarta, 14 outubro 2015 16:11

Itens relacionados

Autentique-se para comentar este artigo

Procurar

Notícias Recentes

  1. Oráculos
  2. Cursos
  3. Terapias
next
prev