pendulo-sao.jpg
segunda, 05 maio 2014 15:21

Acreditar ou não acreditar, eis a confusão… Destaque

Escrito por 
Classifique este item
(5 votos)

Olá…
Caso não acreditem demorei perto de 30 minutos para saber como começar o tema…e a única forma que arranjei, foi a que utilizei…e pode até ser que, se isto se tornar famoso, a marca de gelados me patrocine…e eu divido por todos! Isto, claro, se pagarem em gelados…se pagarem milhões de euros…eu compro um gelado a cada um!
Enfim…brincadeiras á parte, falemos então do que quero transmitir…

Sempre fui um “homem de ciência”, ou seja, se não me conseguem provar o que tanto dizem, não vale a pena tentarem que eu entenda, até porque de teorias está o mundo cheio…
Sendo assim, sempre vi dificultada a tarefa de tentar compreender temas como Radiônica, Cristaloterapia, mancias e coisas do género, no entanto gostava de quase todos os temas, sabia que no fundo, aquilo teria que ter algum fundo de verdade…
Até que decidi investigar um pouco mais sobre o que realmente significava todo este mundo ocultista, se há coisa que sempre aconselhei a todos os meus amigos é: “Não vás pelo que o avô, a Tia ou o Papá diz só porque são eles que o dizem, lê, compreende e aprende”…

Bem verdade é, que ser ignorante não é o mesmo que ser burro, burro é alguém que tentou, mais do que uma vez, mas que não compreendeu (normalmente porque tentou com tanta vontade como quem não o quer fazer, mas pronto, cada um com a sua pancada), ignorante é aquele que não compreende um tema…só isso (ao contrário do que tanto fazemos, ignorância não é pejorativo, apenas significa que alguém não compreende o que nós dizemos…maioritariamente porque nunca ouviu falar do assunto)
Investiguei e descobri algo que me deixou perplexo…como é possível todos os grandes homens da ciência terem sido também ocultistas e amantes das utilizações de Radionica e afins? Einstein, matemático e físico de maior relevo mundial era um estudante ávido de energia e o seu poder oculto, para isso aconselho a que o leitor dê uma vista de olhos por coisas como a Teoria do Tudo ou a sua forma primordial, a Teoria das Cordas.

Fomos e sempre seremos limitados a “chavões” como “é preciso ver para crer”…existem milhares de exemplos que nos limitam a compreensão do que chamamos de “Ocultismo”, tais como a televisão em que nos demonstram que ter “poderes mutantes” implica efeitos especiais (normalmente azuis e tal, a fazerem uns efeitos bonitinhos…) ou que ter conhecimentos para além dos rudimentares, é algo de anormal…
Este tipo de limitações é tão castrante que sempre me senti um pouco como um louco que procura o sentido da vida…algo que se alguém soubesse que eu estudava, provavelmente, chamaria a policia…
Mas a verdade é que após estudar e ler as largas dezenas de temas, SEI que há algo mais além do que vemos ou do que nos dizem…

A Radionica e as chamadas de “medicinas alternativas” eram, são e sempre serão(pelo menos enquanto tivermos limitações tão grandes como temos) reconhecidas como medicinas de gente louca (ou de pessoas que querem pegar na cabeça de um galo, invocar belzebu e saber a chave do Euromilhões), mas na verdade só precisaremos de 2 minutos para compreender a verdadeira existência de tudo isto… senão vejamos…

O Sol, corpo celeste que tanto estudo lhe foi feito e que é o ponto de máxima importância no nosso mundo…é energia no seu estado mais puro…isto é credível, pois quando olhamos para o céu, vemos um ponto meio branco amarelado e que nos obriga a fechar os olhos (não forcem porque pode vos secar a retina) …ver para crer…no entanto…existem os raios solares, as fusões no seu interior, os EMP (impulsos electromagnéticos) que o próprio sol lança e que pode ser responsável por catástrofes horríveis…isto pelo seu poder energético…mas não vemos este três tipos de energia…então ela não existe? Claro que existe…e a ciência diz que não só ela existe como é a maior força conhecida no nosso sistema solar…
Outro exemplo…os imanes…os imanes são um tipo especial de ferro que atrai quase todo o tipo de ferro…nós vemos o íman, vemos ele a “colar-se” a outros objectos…logo existe…
Mas…e a sua força de atracão? A energia que o imane faz para que tenha força suficiente para puxar os demais tipos de ferro para si? Isso não vemos…então não existe?

Como é obvio…a energia no seu estado puro é invisível, mas não de todo inexistente…assim é também a Radionica e todas as demais terapias envolventes…tal como os milhares de átomos solares que nos passam pelo corpo a toda a hora, também este tipo de terapias chamadas “alternativas” o fazem…
Se até a pouco tempo era uma pessoa que acreditava no palpável…após a minha pesquisa cheguei a conclusão que existe mais de não palpável e visível do que sequer imaginamos…
E para quem é de ciências…Newton, Tesla e DaVinci eram ocultistas, amantes de mancias, praticantes de Radionica e medicinas alternativas…

Albert Einstein há muito anos atrás disse…

“A liberação da energia atómica mudou tudo, menos nossa maneira de pensar.”

…e como este matemático de renome mundial (que chumbou a Matemática) tem razão…

E provavelmente estarão a pensar…então se é assim tão bom…porque não é reconhecido e praticado livremente? Boa pergunta (e se não a fez…faça lá que eu espero 10 segundos)

A resposta é muito simples…as terapias tradicionais não dão as corporações de grande dimensão LUCROS…as terapias/ remédios são tradicionais e de acção a curto/médio prazo…logo, as terapias alternativas não agarram um paciente durante décadas inteiras a absorver a sua carteira e em ultimo caso, a sua própria vida (da ideologia de “se não morres da doença, morres da cura”…), logo se não dá lucro e não serve para obrigar alguém a usar o que eles querem em vez do que praticam…mais vale proibir…

Informe-se e ficará, certamente, tão perplexo e embrenhado nos encantos do “Ocultismo” como eu fiquei…

Bem… e como não sei como acabar o que escrevi…e porque no fundo sempre fui meio palerma…Nestlé, Cart d’Or, Haggen Daz… (assim se a Olá não patrocinar…pode ser que um destes o faça…)

                                                                                                                         Por Álvaro da Silva

Lido 1552 vezes Modificado em quinta, 10 setembro 2015 16:22
Autentique-se para comentar este artigo

Procurar

Notícias Recentes

Newsletter

  1. Oráculos
  2. Cursos
  3. Terapias
next
prev